O que significa depressão, causas, sintomas e tratamento da depressão, identificando problemas associados, e o modo de a prevenir, com muita informação útil para quem apresenta sinais de depressão, assim como para familiares e amigos.


quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Tratamento de depressão em locais com recursos limitados

Ao longo da última década, uma série de ensaios clínicos têm demonstrado a eficácia do tratamento para a depressão, através de uma variedade de configurações de recursos. 
• Uganda: Um estudo realizado no Uganda rural, por exemplo, mostrou que o grupo de psicoterapia interpessoal reduziu substancialmente os sintomas e prevalência de depressão entre os 341 homens e mulheres que preencheram os critérios para depressão maior ou sub-sindrômica (Bolton et al, 2003).
• Chile: Um estudo foi realizado com 240 mulheres que sofrem de depressão maior, para examinar a eficácia de uma intervenção multi-componente, que incluiu a intervenção psico-educativa em grupo, estruturada e sistemática de acompanhamento e tratamento medicamentoso para aquelas que apresentam depressão grave. O estudo constatou que havia uma diferença substancial em favor do programa de cuidados de colaboração, em comparação com o tratamento padrão na atenção primária. Um teste de depressão administrado por 6 meses de acompanhamento mostrou que 70% do grupo de cuidados recuperou, em comparação com 30% do grupo de cuidados habituais.
• Índia: Uma experiência foi conduzida para testar a eficácia de uma operação liderada por conselheiros de saúde, em ambientes de atenção primária para melhorar os resultados associados ao tratamento de pessoas com depressão e transtornos de ansiedade. A intervenção consistiu na gestão de casos e intervenções psicossociais lideradas por um conselheiro de saúde treinado, com a supervisão de um especialista em saúde mental, e medicação de um médico de cuidados primários. O estudo descobriu que os pacientes do grupo de intervenção foram mais propensos a recuperar em 6 meses do que os pacientes do grupo de controle e, portanto, que uma intervenção de um conselheiro treinado pode levar a uma melhora na recuperação da depressão (Patel et al, 2010 ).

Apesar da conhecida eficácia de tratamento para a depressão, a maioria das pessoas com necessidade de tratamento não o recebe. Onde existem dados disponíveis, este é globalmente menor a 50%, mas corresponde a menos de 30% na maioria das regiões e ainda menos de 10% em alguns países.
Barreiras ao atendimento eficaz incluem a falta de recursos, a falta de provedores treinados, e o estigma social associado com transtornos mentais.

Índice dos artigos relativos a Depressão

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL