O que significa depressão, causas, sintomas e tratamento da depressão, identificando problemas associados, e o modo de a prevenir.


Depressão

O termo depressão, hoje, significa uma patologia de humor, que de forma direta necessita ser identificada e tratada, e que não está relacionada ao caráter do indivíduo nem com a própria vontade do mesmo (Cordás & Sassi-Junior, 1998).
Sonenreich et al (1995) afirmam que na psiquiatria, o termo depressão é usado para designar entidades nosológicas (psicose depressiva, depressão unipolar, transtorno depressivo maior, depressão pós-esquizofrênica), transtornos de humor ou sintomas (nos alcoólicos, esquizoafetivos, demenciados, parkinsonianos).
No contexto clínico, o termo depressão não se refere somente a um humor deprimido, mas sim a um complexo sindrômico caracterizado por alterações de humor, de psicomotricidade e por uma variedade de distúrbios somáticos e neurovegetativos (Assumpção-Junior, 1998).
De uma maneira geral, a depressão pode ser definida como um processo que se caracteriza por lentificação dos processos psíquicos, humor depressivo e/ou irritável (associado à ansiedade e à angústia), redução de energia (desânimo, cansaço fácil), incapacidade parcial ou total de sentir alegria e/ou prazer (anedonia), desinteresse, lentificação, apatia ou agitação psicomotora, dificuldade de concentração e pensamentos de cunho negativo, com perda da capacidade de planejar o futuro e alteração do juízo de realidade. A capacidade de crítica do estado mórbido pode ou não estar preservada. A gravidade e freqüência dos sintomas variam muito de um deprimido a outro, podendo ser intermitentes ou predominar lentidão física e mental com inibição e ansiedade, ou ainda intensa agitação psicomotora ou estupor depressivo, com alucinações, idéias deliróides e/ou obnubilação da consciência, no caso da depressão psicótica (Mayer-Cross apud Corrêa, 1995; Goodwin, Jamison apud Corrêa, 1995; Assunção et al, 1998).
Dentro desse conjunto de características, as tendências suicidas têm posição de destaque, estando presentes numa fração considerável (15% a 30%) dos indivíduos depressivos (Carlson, 2002).

A depressão é um transtorno mental comum que leva as pessoas a experimentar o humor deprimido, perda de interesse ou prazer, sentimentos de culpa ou baixa auto-estima, distúrbios de sono ou apetite, baixa energia, e falta de concentração.

A depressão é diferente de um sentimento de se sentir em baixo ou triste. A infelicidade é algo que todas as pessoas podem sentir num determinado momento, geralmente devido a uma causa particular. Uma pessoa que sofre de depressão vai experimentar emoções intensas de ansiedade, desespero, desamparo e negatividade, e os sentimentos permanecem de modo duradouro.
A depressão pode ocorrer a qualquer pessoa. Muitas pessoas bem-sucedidas e famosas que parecem ter tudo a seu favor, travam uma dura batalha com este problema. A depressão também afeta pessoas de todas as idades.
Metade das pessoas que sofrem de depressão só vai experimentar a depressão por uma vez, mas para a outra metade vai ter episódios sucessivos de depressão. O período de tempo que é necessário para recuperar duma depressão dura cerca de seis meses a um ano ou mais.

Conviver com a depressão torna-se difícil para aqueles que sofrem com isso e para os seus familiares, amigos e colegas. Pode ser difícil identificar alguém ao nosso lado que esteja com depressão.


ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL